• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Você votaria em uma inteligência artificial para prefeito? – Crusoé

Você votaria em uma inteligência artificial para prefeito? – Crusoé

Votar ou não votar em uma inteligência artificia para prefeito? Esta é a pergunta que os cerca de 65 mil moradores de Cheyenne, a capital do estado americano do Wyoming, tem de se fazer até o dia 20 de agosto. E, também, é o que se perguntam as autoridades do estado.
A candidatura de VIC, sigla para Virtual Integrated Citizen (Cidadão Integrado Virtual, em tradução livre), foi apresentada por Victor Muller, um professor de informática de 42 anos que treinou um modelo de inteligência artificial do ChatGPT com decisões e documentos da administração municipal. Como a máquina não vota — e portanto não pode se candidatar— é Victor que se coloca como o nome na urna. Ele concorre como independente.
A proposta de governo do humano, no entanto, é única: confiar exclusivamente nas decisões dadas pela máquina. O sistema de inteligência artificial tomará as decisões e se comunicará com eleitores por meio de uma caixinha da JBL — a voz, masculina, passou a ser feminina em uma atualização recente. Miller seria apenas o “boneco de carne” assinando papéis em nome da máquina, como ele próprio definiu à revista americana Wired.
Ninguém parece ter gostado da ideia em um primeiro momento. O secretário de Estado local, Chuck Gray, disse à revista que a proposta seria uma “violação à legislação e ao espírito do Wyoming”, e que o bot de inteligência artificial não é um eleitor qualificado.
A OpenAI, que gere o ChatGPT, não permite o uso da plataforma para fins políticos, mas o uso para governança seria uma brecha explorada por Miller. De qualquer modo, a empresa afirmou que vai tirar o acesso ao robô pelo que seria uma violação dos seus termos de uso. Miller disse que, caso o ChatGPT tire seu acesso, ele levará o “candidato” para a base da Meta (dona do Facebook), que tem um modelo de Inteligência Artificial semelhante.
Ele ainda acredita que a máquina poderá dar conta do trabalho. “À medida que elas ficam mais inteligentes, elas destroem os vieses”, disse Miller ao canal de TV NBC, “e a gente acaba com mais inteligência, menos vieses e um certo tipo de análise de dados pura sobre o que está acontecendo no mundo.”
Leia mais em Crusoé: O plano de Biden para cortejar eleitores velhos como ele
Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.
Os políticos finalmente vão provar do seu veneno. A IA vai “roubar” seus cargos.
Eleições europeias mostram tendência global do eleitorado, enquanto esquerda empaca com discurso de mudanças climáticas e identitarismoPolíticos não criam movimentos e ideias do nada. Eles são, isso sim, os escolhidos pela população por melhor escutarem suas preocupações e encaminharem seus desejos. Nas eleições do Parlamento Europeu, que se encerraram no domingo, 9, muitas páginas foram gastas para descrever os…Leia mais
Por que autoridades públicas têm reuniões secretas, fechadas com setores da sociedade?O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, convocou na sexta, 7, a segunda coletiva de imprensa do dia para desmentir o vazamento de falas após uma reunião com o CEO do Santander, Mario Leão, e pouco mais de dez executivos do setor financeiro. O ministro teria deixado no ar, de acordo com as…Leia mais
Camila Bruzzi e Caroline Burle, da Coalizao Licença Paternidade, defendem a ampliação do período de folga para os pais de cinco para 30 diasA Coalizão Licença Paternidade (CoPai), grupo formado por organizações da sociedade civil, empresas e parlamentares, lançou no início de maio uma frente parlamentar para tentar ampliar a licença-paternidade no Brasil, atualmente de cinco dias. O objetivo é, via projeto de lei, mudar a…Leia mais
O cientista politico e ex-candidato à presidência pelo Novo recomenda obras de Vargas Llosa e Jorge Caldeira e comenta um clássico do cineasta Costa-GavrasO cientista político Luiz Felipe D’Avila tornou-se conhecido no país todo por ter concorrido à presidência em 2022 pelo Novo. Mas ele intervém há tempos nos debates brasileiros, seja com seus livros (já são onze), seja como fundador e atual conselheiro do Centro de Liderança Pública…Leia mais
Nesta semana, Portugal deu início às celebrações dos 500 anos de nascimento do autor de Os Lusíadas, um dos maiores nomes da poesia ocidental Qual o seu Camões preferido? O dos Lusíadas? O dos sonetos? Ou o das redondilhas de Babel e Sião?    Se alguém me tivesse feito essa pergunta um ano atrás, a resposta seria: nenhum.   E vejam que no colégio, eu tive uma professora de português – D. Rosalina! – sábia o bastante…Leia mais
O nome de um bordel no centro do Rio de Janeiro, cujo panfleto passou em minhas mãos um dia desses, enseja algumas reflexõesEu estava caminhando no centro do Rio de Janeiro, na rua ao lado do Theatro Municipal, logo após a estátua de Carlos Gomes, quando recebi um panfletinho, de um sujeito que não cheguei a ver o rosto, onde estava escrito: A Dama do Cavalo Alado. Nele havia um endereço e dizia que tinha várias…Leia mais
Pra que correr mais riscos com esses leilões, com essas leilonas? Telefona lá. É mais rápido e, se a lábia for boa, até mais baratoEu não lembro muito bem – sou velho, como o amigo sabe – quem foi que gravou a canção que dizia querer paz e arroz, pois o amor, que também é bom, vem depois. Será que foi o Jorge, antes Ben, ora Benjor? Decerto. Não julgo nem o valor, nem a verdade dos versos, veja bem; eu também gosto…Leia mais
“Furiosa”, novo filme da série de George Miller, não é uma profecia sobre catástrofes futuras, mas um retrato de nosso presente vazio Energia, alimento, armamento: a economia reduzida às necessidades básicas. Há uma cidadela que refina gasolina e diesel, outra que fornece água e vegetais, e uma terceira que produz armas e balas. A divisão do trabalho é assim, estreita e radical, no mundo criado por George Miller em…Leia mais
Uma volta pelo Paquistão profundo, com seus colhedores de arroz manual, e pela grande metrópole de Karachi, passando a mais de 100 km/h de carro em vilarejosTal como escrevi na terceira parte desta minissérie sobre minha viagem ao Paquistão em 2008, no sábado 11 de outubro viajei para Multan, via Faisalabad.  Trata-se esta última de uma cidade industrial, cujo único objeto de interesse é a configuração das ruas do Centro, com traçado…Leia mais
É como se todo mundo soubesse que o maior campeão paulista vai cair mais uma vez para a Série B, e ninguém pudesse fazer nada para evitarEscrevi sobre o provável rebaixamento do Corinthians para a Série B do Campeonato Brasileiro em 9 de fevereiro, na crônica O homem que foi segundona: um pesadelo corintiano. O Campeonato Paulista ainda não tinha terminado, e o time do Parque São Jorge ainda enfrentava o risco de cair no…Leia mais
Uma lista de assuntos que o presidente Lula tem tido dificuldade de endereçar pode indicar que uma crise mais profunda pode estar se avizinhandoEm modelos explicativos sobre o processo decisório que ocorre dentro do Estado, um tema chave é a sua capacidade de processar as demandas que chegam (inputs) e entregar resultados (outputs) que podem ser políticas públicas ou mesmo decisões que promovam acomodações de grupos. Se, por algum…Leia mais
Usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tais condições. Para mais informações, visite nossa Política de Cookies.

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Você votaria em uma inteligência artificial para prefeito? – Crusoé