• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Salesforce despenca 20% – e a culpa pode ser da inteligência artificial – Brazil Journal

Salesforce despenca 20% – e a culpa pode ser da inteligência artificial – Brazil Journal

Notícias
Séries Especiais
Hot Topics
Brazil Journal
Follow us

As ações da Salesforce despencaram 20% hoje depois que a gigante do software de CRM reportou um primeiro trimestre fraco — com a receita abaixo da expectativa do mercado — e um guidance que também decepcionou.
Foi a primeira vez desde um longínquo 2006 que a Salesforce entregou uma receita abaixo das projeções do sellside.
Outro recorde: a queda de hoje foi a maior da Salesforce num único dia desde agosto de 2008, durante a crise financeira global
No primeiro tri fiscal, que terminou em 30 de abril, a Salesforce teve uma receita de US$ 9,13 bilhões — uma alta de 11% na comparação anual, mas abaixo dos US$ 9,17 bi que o mercado esperava.
Para piorar, a companhia disse que espera faturar entre US$ 9,2 bi e US$ 9,25 bi no segundo trimestre, com um lucro por ação de US$ 2,34 a US$ 2,36.
O consenso dos analistas era de uma receita de US$ 9,37 bilhões e um lucro por ação de US$ 2,40.
O COO da Salesforce, Brian Millham, disse numa call com analistas que as empresas estavam mais cautelosas neste trimestre, gastando menos com softwares, e que os ciclos das transações também foram mais longos, com os clientes demorando para decidir fechar um contrato. 
Segundo ele, o management implementou mudanças na estratégia de go-to-market que também impactaram a captação de novos contratos no curto prazo.
No trimestre, a unidade de negócios que mais sofreu foi a de serviços profissionais, cujas vendas caíram 9% para US$ 548 milhões, enquanto o mercado esperava US$ 572 mi.
Uma leitura do mercado é que a Salesforce pode estar vendendo menos por conta da demanda por soluções de inteligência artificial, que pode estar roubando boa parte da atenção (e dos recursos) das grandes empresas. 
“Eu questionaria se muito do foco dos CTOs em inteligência artificial não tem vindo às custas de gastos maiores em expansões na Salesforce,” um analista da RBC Capital Markets disse à Bloomberg TV.
O CEO da Salesforce, Marc Benioff, garante que não. Ele disse recentemente que a companhia está “incrivelmente bem posicionada para ajudar as companhias a realizarem a promessa da AI nas próximas décadas.”
Um dos focos da empresa nessa frente é a Data Cloud, uma solução que organiza informações para análises e para modelos de AI. A vertical de negócios onde essa solução está inserida (junto com o Mulesoft e a Tableau) cresceu suas vendas em 24% no primeiro tri, para US$ 1,4 bi, acima do consenso de US$ 1,36 bi. 
Um indicador que também desagradou os investidores no trimestre foi o ‘CRPO bookings’, que mede basicamente o backlog de contratos da companhia.
No primeiro tri, esse indicador subiu 10%, para US$ 26,4 bilhões, enquanto o mercado esperava uma alta de 12%. A Salesforce vinha ‘batendo’ o mercado nessa métrica há cinco trimestres consecutivos. 
“Temos dito há algum tempo que somos céticos sobre os fundamentos do negócio olhando para frente, incluindo suas iniciativas core e o potencial da empresa de monetizar a oportunidade de AI, um tema com o qual o mercado estava otimista,” escreveu o analista da Bernstein, Mark Moerdler, num relatório. 
“Depois desse trimestre, achamos que a fragilidade do negócio está se tornando cada vez mais visível.”
O analista disse ainda que os investidores vão ter que “resetar” a forma como pensam sobre a companhia e suas perspectivas de crescimento, já que agora o potencial para um crescimento nos ‘low-to-mid-teens’ não parece mais viável. 
Depois da queda de hoje, a Salesforce vale US$ 211 bilhões na Bolsa de Nova York. 
Compartilhe
Siga o Brazil Journal no Instagram
Inteligência Artificial

Tecnologia & Internet

Health Journal

Siga o Brazil Journal no Instagram
Tecnologia & Internet
Inteligência Artificial
Startups
Inteligência Artificial
© 2016-2024 Brazil Journal – Todos os direitos reservados
Crédito

Memória

Serviços financeiros

Economia

Petróleo

Saúde

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Salesforce despenca 20% – e a culpa pode ser da inteligência artificial – Brazil Journal