• Home
  • Notícias
  • Pages
  • RH com inteligência artificial: Essa empresa recebeu US$ 43 mi para criar 'IA caça talentos' – Exame Notícias

RH com inteligência artificial: Essa empresa recebeu US$ 43 mi para criar 'IA caça talentos' – Exame Notícias

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, o único que você precisa.
ESG


Invest


Guias de ConteúdoGuias de Conteúdo


Eventos ExameEventos Exame


Canais EspeciaisCanais Especiais


Repórter
Publicado em 25 de junho de 2024 às 11h13.
Última atualização em 25 de junho de 2024 às 11h49.
Os cortes de pessoal continuam a impactar o setor de tecnologia, mas a demanda por talentos especializados só cresce. Diante disso, a gestão interna de talentos ganha mais importância. A startup belga TechWolf, com sede em Ghent, está abordando essa necessidade de forma inovadora. A empresa desenvolveu um motor de IA que analisa dados de fluxos de trabalho internos para mapear interesses e habilidades dos colaboradores, conectando-os a diferentes projetos e oportunidades de treinamento.
A tecnologia da TechWolf já atraiu grandes clientes como GSK, HSBC e Booking.com. No mais recente movimento, a empresa levantou quase US$ 43 milhões em uma rodada de financiamento Série B liderada pela Felix Capital, de Londres. SAP, ServiceNow e Workday também participaram do investimento, marcando a primeira colaboração conjunta entre essas gigantes de RH. Outros investidores incluem Acadian Ventures, Fortino Capital Partners, Notion Capital, SemperVirens e 20VC, além de líderes em IA da DeepMind e Meta. A TechWolf agora está avaliada em cerca de US$ 150 milhões.
A TechWolf foi fundada em 2018 por Andreas De Neve, Jeroen Van Hautte e Mikaël Wornoo, então estudantes de ciência da computação na Universidade de Ghent e Cambridge. Inicialmente, o objetivo era criar uma plataforma de RH para recrutar talentos externos, mas a ideia não prosperou. Os fundadores perceberam que a verdadeira necessidade era identificar as habilidades dos colaboradores internos.
1/9 (Fintech Celcoin recebeu aporte de 650 milhões, em rodada liderada pela Summit Partners, investidor global para ativos em fase de acelerado de crescimento)
2/9 (Conta Simples, de cartões corporativos, capta R$ 200 milhões com fundo americano Base10 Partners)
3/9 (Infleet, com tecnologia contra dorminhocos no trânsito, recebeu R$ 10 milhões, em rodada da Indicator Capital)
4/9 (Fintech para geraão Z, NG.Cash captou R$ 65 milhões em rodada liderada pela Monashees)
5/9 (Agtech de Piracicaba, Smartbreeder recebeu US$ 3 milhões em investimento da EcoEnterprises Fund)
6/9 (Accountfy, que digitaliza a vida de CFOs, obteve US$ 6,5 mi com HDI e Red Ventures)
7/9 (Sem caminhão vazio: a LogShare, startup de logística, recebeu R$ 12 milhões em rodada seed)
8/9 (Incognia, de Recife, recebeu R$ 155 milhões e está avaliada em R$ 900 milhões)
9/9 (Inner AI, hub de criação de conteúdo, levantou R$ 12 milhões)
A solução da TechWolf utiliza modelos de linguagem que se integram aos sistemas de trabalho, como rastreadores de projetos e repositórios de pesquisa, para inferir as habilidades dos trabalhadores a partir dos dados gerados. Isso ajuda as empresas a conhecerem melhor seus funcionários e a utilizarem seus talentos de forma mais eficiente.
A estratégia focada da TechWolf tem atraído atenção significativa, especialmente em um momento em que as grandes empresas buscam soluções mais ágeis e especializadas para gestão de talentos. Julien Codorniou, parceiro da Felix Capital, acredita que a TechWolf pode superar empresas maiores ao manter seu foco específico em habilidades internas, comparando a startup ao "Suíça do departamento de RH".
Com a crescente importância da gestão de talentos e a inovação no uso de IA, a TechWolf se posiciona como uma solução valiosa para empresas que buscam maximizar o potencial de seus colaboradores.
Estudo inédito da equipe liderada por Demis Hassabis descobriu que descobriu que esse tipo de falsificação representou 27% dos casos de uso criminoso de IA, aumentando temores sobre como deepfakes podem influenciar eleições globalmente neste ano
As informações foram apresentadas na abertura da 1ª Exposição Mundial da Indústria de Inteligência de 2024 da China, realizada na manhã de 20 de junho, no Centro Nacional de Exposições, em Tianjin
Empresa oferece ferramentas adicionais para educadores e lança funcionalidade de leitura Read Along globalmente
Levantamento do IT Forum revela que, apesar do potencial transformador, a IA ainda enfrenta obstáculos significativos para adoção plena nas empresas brasileiras
01

exame no whatsapp
Receba as noticias da Exame no seu WhatsApp

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

RH com inteligência artificial: Essa empresa recebeu US$ 43 mi para criar 'IA caça talentos' – Exame Notícias