• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Regulamentação vai estourar bolha da Inteligência Artificial? – Monitor do Mercado

Regulamentação vai estourar bolha da Inteligência Artificial? – Monitor do Mercado

Imagem: Elaboração própria
Oito das 10 marcas mais valiosas do mundo são de tecnologia, mas o crescimento exponencial dessas companhias pode estar perto de encontrar um freio: a regulamentação sobre o uso da Inteligência Artificial.
No episódio do podcast Ligando os Pontos desta semana, Marcos de Vasconcellos, CEO do Monitor do Mercado, levanta questionamentos sobre como a regulamentação pode impactar as empresas de tecnologia e estourar essa nova bolha do mercado.
Segundo pesquisa recente, 8 das 10 marcas mais valiosas do mundo são do setor de tecnologia. A Nvidia, conhecida por seus chips focados em IA, e o Facebook voltaram ao ranking, desbancando marcas tradicionais como Coca-Cola e Louis Vuitton.
A valorização no mercado foi impulsionado pela IA generativa, que inclui ferramentas como o ChatGPT, capazes de criar textos, imagens e postagens.
O Nasdaq, principal índice de tecnologia dos Estados Unidos, sentiu o movimento e vem batendo recordes consecutivos, mesmo com altas taxas de juros.
A própria Nvidia viu suas ações dispararem 178% recentemente. Google e outras grandes empresas estão investindo pesadamente para reduzir sua dependência de fornecedores externos de tecnologia.
A ausência de regulamentação até então permitiu um crescimento descontrolado, mas a situação está mudando. Empresas de tecnologia aumentaram significativamente seus esforços de lobby (conversar para tentar convencer e/ou influenciar) sobre a decisão da regulação.
O Financial Times, jornal da Inglaterra, destacou o aumento do número de lobistas na OpenAI, criadora do ChatGPT, como um indicativo da preocupação — isso porque a regulamentação pode limitar os lucros destas empresas.
Nos Estados Unidos, a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) está atenta à formação de possíveis oligopólios (um pequeno grupo de empresas dominando o mercado) no setor de tecnologia. A regulamentação pode forçar empresas a abrirem suas tecnologias, diminuindo seu poder de mercado.
O caso da Adobe ilustrou como a falta de regulamentação pode gerar controvérsias. Recentemente, a empresa atualizou seus termos de uso, permitindo o uso das criações dos usuários para treinar sua IA. Apesar das reclamações dos usuários, as ações da Adobe subiram, mostrando que os investidores veem a IA como uma oportunidade de lucro, mesmo que a prática seja controversa.
No Brasil, o PL 2338 de 2023 visa regulamentar o uso da IA. A proposta enfrenta resistência: mais de 27.500 pessoas opinaram contra sua aprovação — e 1.400 a favor — no site do Senado.

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Regulamentação vai estourar bolha da Inteligência Artificial? – Monitor do Mercado