Pós-doutorado em inteligência artificial na Unicamp – FAPESP

Colaboração internacional busca soluções tecnológicas para um mundo digital mais seguro e confiável (imagem: Darwin Laganzon/Pixabay)
Três bolsistas serão selecionados para projeto relacionado ao uso de IA na área forense digital e na checagem de fatos
Três bolsistas serão selecionados para projeto relacionado ao uso de IA na área forense digital e na checagem de fatos
Colaboração internacional busca soluções tecnológicas para um mundo digital mais seguro e confiável (imagem: Darwin Laganzon/Pixabay)
 
Agência FAPESP – Três oportunidades de pós-doutorado com bolsa da FAPESP estão disponíveis pelo Projeto Temático “Horus: Técnicas de Inteligência Artificial para Detecção e Análise de Realidades Sintéticas”. As inscrições vão até 30 de junho.
O projeto é conduzido no Instituto de Computação da Universidade Estadual de Campinas (IC-Unicamp). Os três bolsistas participarão de pesquisas relacionadas ao uso de inteligência artificial (IA) na área forense digital e na checagem de fatos. Vão integrar o projeto Horus, uma colaboração internacional focada no desenvolvimento de novas soluções tecnológicas, visando um mundo digital mais seguro e confiável.
Duas das vagas disponíveis exigem: graduação em ciência da computação, engenharia da computação ou áreas relacionadas; doutorado em IA, aprendizado de máquina ou áreas relacionadas; experiência científica e matemática em IA; habilidades avançadas em programação; fluência escrita e oral em inglês.
A terceira oportunidade é direcionada a candidatos com graduação e doutorado em ciências sociais ou áreas relacionadas. Fluência escrita e oral em inglês também é pré-requisito.
Mais informações sobre as vagas e as inscrições em: www.fapesp.br/oportunidades/7122/, www.fapesp.br/oportunidades/7123/ e www.fapesp.br/oportunidades/7124/.
As oportunidades de pós-doutorado estão abertas a brasileiros e estrangeiros. Os selecionados receberão Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 9.318,90 mensais e Reserva Técnica equivalente a 10% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.
Caso os bolsistas de PD residam em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precisem se mudar, poderão ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.
Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 
A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.
Agência FAPESP – Três oportunidades de pós-doutorado com bolsa da FAPESP estão disponíveis pelo Projeto Temático “Horus: Técnicas de Inteligência Artificial para Detecção e Análise de Realidades Sintéticas”. As inscrições vão até 30 de junho.
O projeto é conduzido no Instituto de Computação da Universidade Estadual de Campinas (IC-Unicamp). Os três bolsistas participarão de pesquisas relacionadas ao uso de inteligência artificial (IA) na área forense digital e na checagem de fatos. Vão integrar o projeto Horus, uma colaboração internacional focada no desenvolvimento de novas soluções tecnológicas, visando um mundo digital mais seguro e confiável.
Duas das vagas disponíveis exigem: graduação em ciência da computação, engenharia da computação ou áreas relacionadas; doutorado em IA, aprendizado de máquina ou áreas relacionadas; experiência científica e matemática em IA; habilidades avançadas em programação; fluência escrita e oral em inglês.
A terceira oportunidade é direcionada a candidatos com graduação e doutorado em ciências sociais ou áreas relacionadas. Fluência escrita e oral em inglês também é pré-requisito.
Mais informações sobre as vagas e as inscrições em: www.fapesp.br/oportunidades/7122/, www.fapesp.br/oportunidades/7123/ e www.fapesp.br/oportunidades/7124/.
As oportunidades de pós-doutorado estão abertas a brasileiros e estrangeiros. Os selecionados receberão Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 9.318,90 mensais e Reserva Técnica equivalente a 10% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.
Caso os bolsistas de PD residam em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precisem se mudar, poderão ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.
Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
 

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Pós-doutorado em inteligência artificial na Unicamp – FAPESP