• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Justiça catarinense adota Copilot como ferramenta oficial de inteligência artificial – Tribunal de Justiça de Santa Catarina

Justiça catarinense adota Copilot como ferramenta oficial de inteligência artificial – Tribunal de Justiça de Santa Catarina

Siga-nos nas mídias sociais:
Siga-nos nas mídias sociais:
11 Junho 2024 | 09h08min
O Judiciário de Santa Catarina anunciou, nesta segunda-feira (10/6), a escolha do Copilot como a ferramenta oficial de inteligência artificial (IA) da instituição. Desenvolvido e fornecido pela Microsoft, o Copilot é uma IA generativa que atua como assistente inteligente, capaz de gerar conteúdos para apoiar e potencializar o trabalho de magistrados e servidores.
Um dos fatores que contribuíram para a escolha da ferramenta foi a necessidade de uso de forma segura e protegida. O Copilot funciona em um ambiente fechado, com acesso restrito, sem compartilhamento de dados com a internet. Essa característica oferece segurança, integridade, proteção e governabilidade dos dados, conforme bem destacou o presidente do TJSC, desembargador Francisco Oliveira Neto, durante a apresentação.
A adoção da nova tecnologia está em consonância com as diretrizes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no sentido de incentivar o uso de novas ferramentas tecnológicas para modernizar o Judiciário. “Precisamos sempre olhar para frente, para um futuro que já é presente, e aplicar ferramentas que nos permitam registrar um salto significativo nos nossos processos de trabalho”, contextualizou o presidente do TJSC.
A definição oficial de um programa de inteligência artificial para todo o âmbito do Judiciário catarinense denota uma preocupação com a segurança. “Imaginem se cada um de nossos 12 mil colaboradores baixasse seu próprio programa de IA? Teríamos um risco à segurança. Por isso, em respeito aos milhões de dados pessoais que guardamos, decidimos ter uma ferramenta oficial, com segurança e controle sobre sua implementação e governança”, destacou o desembargador Francisco Oliveira Neto.
Durante a apresentação, o diretor de Tecnologia da Informação do TJSC, Daniel Moro de Andrade, demonstrou quatro aplicações práticas do programa feitas através de experimentos em gabinetes de magistrados e unidades administrativas do Tribunal de Justiça. Os exemplos foram de degravação de videodepoimentos, elaboração de resumos, pesquisas em minutas e localização de informações. O Copilot pode interagir com os demais sistemas já usados pelo Judiciário catarinense, como eproc e SEI.
Antes do uso em larga escala pelo Judiciário catarinense, haverá jornadas de conhecimento e criação de um portal para facilitar o aprendizado, a fim de esclarecer dúvidas sobre a ferramenta. Daniel Moro salientou que a IA deve ser constantemente aperfeiçoada com o uso contínuo e colaborativo. “Queremos que os usuários ‘coloquem a mão na massa’, pois se trata de uma experiência colaborativa, e seu uso contínuo vai ajudá-lo a desenvolver e torná-lo cada vez mais assertivo”.
O diretor-executivo da Academia Judicial, desembargador Luiz Felipe Schuch, observou que a instituição de ensino deve dar apoio na disseminação dos novos conteúdos para uso da IA e seu aperfeiçoamento no emprego pelo Judiciário. Os desembargadores Júlio César Ferreira de Melo, Osmar Nunes Júnior e Alex Heleno Santore e a desembargadora Janice Ubialli fizeram questão de registrar suas primeiras impressões sobre as perspectivas para o uso da ferramenta. Também estiveram presentes os desembargadores Cid Goulart e Arthur Jenichen.
Por fim, o presidente do TJSC ressaltou que a adoção da inteligência artificial não veio para substituir o trabalho humano no Judiciário. “Não é para trabalhar menos! É para produzir mais em menos tempo, com ganho de produção e principalmente de qualidade na atividade administrativa e jurisdicional”, resumiu. Ele destacou também a disponibilidade que surgirá para todos se dedicarem ainda mais nas tarefas que requerem maior complexidade. 
Copiar o link desta notícia.
CNPJ: 83.845.701/0001-59
Segunda a sexta das 12h às 19h
Telefone: (48) 3287-1000
Siga-nos nas mídias sociais:

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Justiça catarinense adota Copilot como ferramenta oficial de inteligência artificial – Tribunal de Justiça de Santa Catarina