• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Inteligência artificial “vai transformar bancos”, diz pesquisa do Boston Consulting Group – Exame Notícias

Inteligência artificial “vai transformar bancos”, diz pesquisa do Boston Consulting Group – Exame Notícias

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, o único que você precisa.
ESG


INVEST


GUIAS DE CONTEÚDOGUIAS DE CONTEÚDO


EVENTOS EXAMEEVENTOS EXAME


CANAIS ESPECIAISCANAIS ESPECIAIS


(Reprodução/Reprodução)
Repórter do Future of Money
Publicado em 11 de junho de 2024 às 08h00.
Última atualização em 11 de junho de 2024 às 10h03.
A inteligência artificial (IA) generativa, a mesma utilizada pelo grande fenômeno do ChatGPT, é crucial para a modernização e competição das instituições financeiras, de acordo com uma pesquisa do Boston Consulting Group.
Desde o “boom” do ChatGPT, muitas empresas foram obrigadas a se adequar e atualizar suas práticas com inteligência artificial generativa e, depois de mais de um ano de longas discussões sobre o assunto, o tema ainda segue relevante principalmente para os bancos.
A pesquisa “GenAI is about to transform banks front to back” do Boston Consulting Group revelou que a IA generativa pode trazer ganhos de produtividade de 50 a 80% para os bancos. Ela pode assumir interações com clientes, leitura de correspondências, tomada de decisões de crédito e investimento. Tudo isso ainda com uma supervisão humana para refinamento e lidar com exceções.
“Quando a gente vê banking, temos dois contextos diferentes: os grandes bancos tradicionais e os bancos digitais, que já nasceram em uma realidade diferente. E como a tecnologia se insere nesse contexto? Dado esse ambiente bastante competitivo, a gente vê os bancos tradicionais com uma oportunidade de se reinventarem e competirem de igual para igual com os bancos nativos digitais”, disse Flávio Magalhães, diretor executivo e sócio do Boston Consulting Group.
“IA generativa se insere perfeitamente nesse contexto por conta de sua habilidade conversacional. Isso possibilita que os bancos tradicionais alavanquem essa tecnologia para substituir o atendimento humano. Hoje temos o conversational banking, que é como você alavanca IA generativa para oferecer serviços mais personalizados para os clientes”, acrescentou ele em entrevista exclusiva para a EXAME.
De acordo com Magalhães, os países mais avançados na IA generativa para bancos são Índia e China. Apesar disso, o Brasil não fica para trás e já possui bancos com algumas funções de IA generativa para executar tarefas.
“Se você compara o Brasil o nível de adoção de IA generativa em relação a outros países, estamos entre os 3 países com maior percentual de adoção. A população brasileira é relativamente jovem, gosta de inovação, redes sociais e a população em si tem uma facilidade maior de lidar com novas tecnologias”, disse Magalhães.

“Eles buscam novas tecnologias para resolver problemas que a gente tem. Com IA generativa acho que não é diferente. Além disso, os bancos estão sendo ‘forçados’ a inovar, não só por seus concorrentes, mas também porque a própria regulamentação com Open Finance, Pix, Drex, faz com que os bancos tenham que se mexer. E nisso estão se tornando cada vez digitais, o que facilita a adoção de tecnologias como IA generativa”, acrescentou.
As funções da IA generativa para os bancos podem ser diversas. À EXAME, Magalhães apontou que a tecnologia passa por três estágios: “em um primeiro momento era muito focado em produtividade, agora reinvenção de funções e mais para frente pode ajudar a criar novos modelos de negócio”.
Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas do BTG Pactual e a curadoria dos melhores criptoativos para você investir.
Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  
A FTC pediu aos usuários que denunciem os golpistas ao governo e alertem seus entes queridos sobre o golpe
Principal criptomoeda do mercado despencou 5,5% em apenas um dia; descubra se existem oportunidades de investimento após correção
Representantes das 20 maiores economias do mundo vão se reunir no Maranhão esta semana para debater como blockchain pode ajudar a combater fraudes digitais nas maiores economias do planeta
O cofundador e presidente da Animoca Brands, Yat Siu, acredita que a adoção em massa está mais próxima do que se pode pensar, e que os jogos blockchain será o catalisador
01
02
03

exame no whatsapp
Receba as noticias da Exame no seu WhatsApp
Em cases de sucesso e em entrevistas com líderes ESG.
E-mail inválido
ESG

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Inteligência artificial “vai transformar bancos”, diz pesquisa do Boston Consulting Group – Exame Notícias