• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Inteligência artificial é poderosa, mas deve ser utilizada com cautela – Automotive Business

Inteligência artificial é poderosa, mas deve ser utilizada com cautela – Automotive Business

Especialistas dizem que tecnologia ajuda no relacionamento com cliente e otimiza processos de fabricação, embora padeça de regulamentação
“O mundo sempre mudou, mas nunca com a velocidade que está acontecendo agora”. Foi assim que Gil Giardelli causou uma reflexão nos convidados que estiveram no #AMME24, evento realizado por Automotive Business na última segunda-feira, 24, na Melicidade, sede do Mercado Livre em Osasco (SP), onde o tema inteligência artificial (IA) foi bastante debatido.
VEJA MAIS:
– IA tem de ser aperfeiçoada para a empresa e o negócio
 A influência da IA além da transformação do setor automotivo
– Americanos não gostam de compartilhar dados gerados nos veículos
O professor e cientista abriu a agenda do dia com uma apresentação lotada de exemplos de tendências que devem dominar o mundo nos próximos anos. 
Entre as inovações, Gil detalhou o uso de robôs para a realização de certas tarefas, seja no apoio à atuação de um profissional ou até na substituição de pessoas em trabalhos nos quais o excesso de qualificação da sociedade dificulta a busca por candidatos. 
A inteligência artificial foi um assunto citado em alguns painéis do #AMME24 e despertou bastante interesse entre os participantes. Giardelli acredita que esse tema ainda gera bastante desconfiança e até desconhecimento em diversos setores da sociedade. 
“Estamos em uma linha bastante tênue porque pode-se estar infringindo o direito de uma pessoa ou não (no uso da IA). A discussão ainda vai ser bastante pesada, especialmente na Europa, onde existe uma lei de proteção de dados ainda mais rígida. Mas sabemos que, se as pessoas confiarem e começaram a usar, é um caminho sem volta”, afirmou André Lima, gerente de marketing da Renault.
Se a IA é criticada por alguns, há quem defenda o uso da tecnologia, como as agências de publicidade. Prova disso é o êxito da campanha dos 70 anos da Volkswagen, que aproveitou o recurso para recriar a figura de Elis Regina ao lado de sua filha, a também cantora Maria Rita.
A campanha foi premiada no Festival de Publicidade de Cannes, o maior e mais importante prêmio do setor do mundo. Giácomo Groff, vice-presidente de estratégia da agência Africa, disse que, em vez de especificar quais ideias usam IA, hoje a regra é ressaltar quais não a utilizam.
“Além de tornar o processo mais ágil, a inteligência artificial representa o poder de traduzir o conceito da melhor forma possivel”, afirma.
Para os publicitários, a IA também permite realizar “correções de trajetória” nas campanhas de forma bastante ágil.
“Antigamente você saía com uma campanha na rua e até ver se ela estava funcionando ou não já poderia ser tarde. Hoje é possível fazer um ajuste fino quase que do dia para a noite”, opina Giácomo.
André, da Renault, lembra que a inteligência artificial também é bem-vinda na indústria automotiva, sobretudo em fábricas conectadas e que seguem os conceitos de Indústria 4.0. “A inteligência artificial vem para simplificar processos que hoje envolvem muitas pessoas na fábrica”, diz.
Outra forma de aproveitar a tecnologia está no relacionamento com o cliente, inclusive antes mesmo da compra do veículo. O atendimento online aproveita as virtudes da IA para identificar o perfil do consumidor.
“Antes a gente tinha um time com duas pessoas que analisavam o que cada pessoa escreveu e o que fazer. Hoje o ChatGPT já consegue entender se aquele perfil vai ser um bom cliente ou não”, diz André.
A partir do contato inicial, o cliente potencial pode conhecer o produto e até fechar negócio sem sair de casa e sem ter contato com ninguém. No entanto, ainda há uma parcela importante dos consumidores tradicionais.
“Há quem realize todos os processos de forma virtual e quem prefira conhecer o produto pessoalmente. A inteligência artificial pode mensurar, mas não consegue definir 100% (como o cliente prefere comprar carro)”.
Apesar das evidentes vantagens para as empresas, Giácomo fez um importante alerta. Ele acredita que é preciso ter bom senso ao explorar a ferramenta.
“A gente corre o risco de o uso da IA ficar na mão das empresas que mais investem em tecnologia no mundo. Mas ética e privacidade são questões muito grandes. Acho difícil que exista alguma regulamentação por parte do governo e ainda será uma discussão árdua e longa”.

Temas foram discutidos no #AMME24, evento voltado para profissionais do marketing automotivo organizado por Automotive Business
Planejamento da montadora alemã envolve corte de custos fixos e de pessoal
Versões furgão e chassi-cabine da E-Transit chegam em março às concessionárias ao preço de R$ 542 mil e R$ 562 mil
Iniciativa levará em conta critérios ESG, terá júri diverso e será pioneira em trazer avaliação da experiência do condutor e do passageiro
Em entrevista, Bárbara Miranda vice-presidente da Ipiranga, fala das mudanças no posicionamento da empresa e nos desafios do setor, especialmente para uma executiva mulher
Copyright © Automotive Business. Todos os direitos reservados.

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Inteligência artificial é poderosa, mas deve ser utilizada com cautela – Automotive Business