• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Grupo Globo cria regras para utilização de inteligência… – Meio e Mensagem

Grupo Globo cria regras para utilização de inteligência… – Meio e Mensagem

Notícias
Coberturas
Editoriais
Patrocinados
Séries
Brand Channels
Março
Abril
Maio
Junho
Agosto
Outubro
Novembro
Dezembro
Siga-nos
Siga-nos
Quais as regras do Grupo Globo para uso de inteligência artificial?
Quais as regras do Grupo Globo para uso de inteligência artificial?
Empresa incentiva a aplicação da tecnologia para a otimização dos processos de apuração jornalística, mas mantém exigência de supervisão humana em todas as etapas
Reportar erro:

28 de junho de 2024 – 8h20
O Grupo Globo atualizou nesta quinta-feira, 27, seus princípios editoriais para incluir diretrizes a respeito do uso de inteligência artificial no jornalismo. As medidas valem para todas as empresas do grupo – TV Globo, canais pagos, Editora Globo e Sistema Globo de Rádio.
(Crédito: Adobe Stock)
De forma geral, a proposta do grupo é incentivar a aplicação da tecnologia em trabalhos que possam facilitar os processos de apuração, produção e exibição das notícias desde que isso possa resultar em ganho de agilidade que não fira os principais de isenção da empresa.
A Globo diz que a atualização de seus princípios editoriais acompanha um movimento feito por grandes veículos internacionais, como The New York Times, The Guardian, bem como as agências de notícias Reuters, Associated Press e France Presse.
Para estabelecer regras de como os funcionários das redações das empresas do grupo podem utilizar a tecnologia de IA em seu trabalho, o Grupo Globo estabeleceu três diretrizes principais:
Sempre que fizeram uso de ferramentas de produção de texto, geração de imagens ou de áudio, por exemplo, os jornalistas devem ter a função de revisar e checar todo o conteúdo produzido. Na prática, toda utilização de inteligência artificial deve ter supervisão humana para garantir a eficiência da aplicação da ferramenta.
Como a mídia programática é afetada pela inteligência artificial?
“A correção e a qualidade desses conteúdos serão garantidas por supervisão de processos, leituras por amostragem e outras formas de checagem. Isso não diminui em nada a responsabilidade do jornalista: todos os envolvidos na produção desses conteúdos – assim como acontece com toda reportagem – são responsáveis pelo resultado”, diz o texto do Grupo Globo.
Nesse pilar, a Globo incentiva diretamente os jornalistas e profissionais de redação a fazer uso da inteligência artificial para ganhar agilidade no processo de produção de conteúdo.
Como exemplo, a empresa diz que os profissionais devem considerar o uso da ferramenta na busca por informações em grandes volumes de arquivos ou materiais. A Globo alerta, contudo, que a responsabilidade final pelo conteúdo gerado, bem como pela correção de eventuais erros e vieses, continua sendo do profissional.
O Grupo também diz que a IA pode ser utilizada para a produção de reportagens em diferentes formatos (texto, áudio, imagens, infográficos e vídeos), exceto para a produção de textos opinativos ou editoriais.
Sempre que uma reportagem exibir algum tipo de conteúdo gerado por Inteligência Artificial, o público deverá ser informado.
Por fim, a Globo estabelece que o uso de qualquer ferramenta de inteligência artificial deve respeitar os direitos autorais e propriedade intelectual em relação a conteúdos de terceiros.
“O Grupo Globo investe na capacitação de seus profissionais para o uso eficaz e ético das ferramentas de IA. Essa política será revisada periodicamente pelo Conselho Editorial do Grupo Globo para adaptar-se às evoluções tecnológicas e garantir que as práticas permaneçam alinhadas com estes princípios”, finaliza o grupo.
Compartilhe
Veja também
Streamings reajustam preços e se aproximam da TV paga
Plataformas de VOD encarecem a medida que o cenário torna-se mais competitivo e tentam diferenciar-se em investimentos no conteúdo
Barbie Run: Mattel traz corrida de rua ao Brasil
Pela primeira vez, evento esportivo chega ao território nacional para celebrar o aniversário de 65 anos da boneca
01
Quais as regras do Grupo Globo para uso de inteligência artificial?
02
Streamings reajustam preços e se aproximam da TV paga
03
Barbie Run: Mattel traz corrida de rua ao Brasil
04
iFood promove festival com Jão, Luisa Sonza e Mc Cabelinho
05
Tigre faz alerta para se diferenciar do “Tigrinho” nas redes sociais
01
Protagonista de uma nova era
02
AppsFlyer auxilia equipes de marketing na leitura assertiva de dados
03
Vivo encerra parceria de 21 anos com a VML
04
Elon Musk explica por que mandou indústria publicitária se f**er
05
Africa, DM9 e VML conquistam os três primeiros Ouros do Brasil
Informa, inspira e conecta.
EDITORA MEIO E MENSAGEM LIMITADA | CNPJ 54.101.829/0001-00
Rua Catequese, 227 – 5° Andar – Butantã – São Paulo – SP – CEP: 05502-020
Copyright 2010 – 2024 • Meio & Mensagem – Todos os direitos Reservados

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Grupo Globo cria regras para utilização de inteligência… – Meio e Mensagem