• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Google leva inteligência artificial Gemini às escolas – Exame Notícias

Google leva inteligência artificial Gemini às escolas – Exame Notícias

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, o único que você precisa.
ESG


Invest


Guias de ConteúdoGuias de Conteúdo


Eventos ExameEventos Exame


Canais EspeciaisCanais Especiais

Repórter
Publicado em 24 de junho de 2024 às 16h02.
Última atualização em 24 de junho de 2024 às 16h04.
As escolas logo terão uma ajuda da inteligência artificial (IA) na rotina de educação dos alunos. Quem promete isso é o Google, que anunciou nesta segunda-feira, 24, a expansão de sua tecnologia Gemini para estudantes e educadores que utilizam contas escolares da empresa do buscador.
Os estudantes poderão acessar o Gemini através do Google Workspace for Education em inglês, em mais de 100 países. A versão específica para o Brasil, no idioma português, ainda não foi anunciada, mas deve ser relevada em breve.
A empresa garante que não usará dados das interações dos estudantes para treinar seus modelos de IA e que adotou medidas para implementar essa tecnologia de maneira responsável. Entre as proteções, a Gemini evitará respostas inadequadas e incentivará o uso da função de verificação dupla para promover a literacia informacional e o pensamento crítico.
Além disso, a Google anunciou o lançamento global do recurso Read Along in Classroom, que auxilia os estudantes no desenvolvimento de habilidades de leitura com suporte em tempo real. Os educadores podem designar atividades de leitura conforme o nível escolar ou habilidades fonéticas dos alunos, recebendo insights sobre precisão, velocidade e compreensão da leitura.
A empresa também está testando a capacidade de gerar histórias personalizadas conforme as necessidades dos estudantes.
Para facilitar o trabalho dos educadores, a Google está aprimorando as ferramentas para criação, gestão e compartilhamento de aulas interativas. Os educadores terão a opção de marcar manualmente tarefas como faltantes ou concluídas e realizar ações de pontuação em massa.
1/7 (O MIT Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory (CSAIL), em Cambridge, Massachusetts, desenvolveu o sistema de diagnóstico de câncer de mama baseado em IA, reduzindo erros em 15%.)
2/7 (O Google AI, com sede em Mountain View, Califórnia, criou o AlphaGo, o primeiro programa de IA a derrotar um campeão mundial de Go, revolucionando a pesquisa em aprendizado profundo.)
3/7 A sign in the reception area at the Google DeepMind headquarters in London, UK, on Tuesday, May 7, 2024. Google DeepMind has released a new version of AlphaFold which broke ground predicting notoriously tricky protein structures that puts the artificial intelligence software on a path to make breakthroughs in biology research and create a business that its chief executive says could be worth north of $100 billion. Photographer: Jose Sarmento Matos/Bloomberg via Getty Images (Localizado em Londres, Reino Unido, o DeepMind Lab é famoso pelo desenvolvimento do AlphaFold, um programa de IA que previu estruturas de proteínas com precisão sem precedentes, impactando a biologia molecular.)
4/7 (O IBM Watson Research Center, em Yorktown Heights, Nova York, desenvolveu a IA Watson, que venceu campeões humanos no programa de TV Jeopardy!, demonstrando avanços significativos em processamento de linguagem natural.)
5/7 (O Baidu Research Lab, em Pequim, China, é conhecido por seu sistema de reconhecimento de voz Deep Speech, que alcançou uma precisão de 97% na transcrição de áudio, superando as tecnologias anteriores.)
6/7 (O Berkeley Artificial Intelligence Research (BAIR) Lab, na Universidade da Califórnia, em Berkeley, criou algoritmos avançados de robótica, incluindo o Dex-Net, que melhorou a precisão da manipulação robótica em 99%.)
7/7 (O centro da Meta AI Research SuperCluster (RSC) tem um dos supercomputadores de IA mais rápidos da atualidade. Com ele, a empresa desenvolveu o sistema de tradução automática baseado em IA que suporta mais de 100 idiomas, melhorando a comunicação global em plataformas sociais da empresa.)
Levantamento do IT Forum revela que, apesar do potencial transformador, a IA ainda enfrenta obstáculos significativos para adoção plena nas empresas brasileiras
O motivo é deixar usuários engajados com a IA por mais tempo. Contudo, não é uma tarefa fácil criar uma IA sutilmente boa em piadas
As novas funções com inteligência artificial exigem um recurso que só os modelos mais recentes de iPhone possuem
Acordo foi fechado com o Catar Ooredoo, grupo de telecomunicação que irá implantar tecnologia da IA em cinco países
01
02

exame no whatsapp
Receba as noticias da Exame no seu WhatsApp

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Google leva inteligência artificial Gemini às escolas – Exame Notícias