• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Dino defende regulação de IA e prega 'ativismo de autocontenção' ao Judiciário – UOL

Dino defende regulação de IA e prega 'ativismo de autocontenção' ao Judiciário – UOL

Acesse seus artigos salvos em
Minha Folha, sua área personalizada
Acesse os artigos do assunto seguido na
Minha Folha, sua área personalizada

benefício do assinante
Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.
benefício do assinante
Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Gostaria de receber as principais notícias
do Brasil e do mundo?
benefício do assinante
Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.
benefício do assinante
Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
O ministro Flávio Dino, do STF (Supremo Tribunal Federal), afirmou nesta sexta-feira (14) que a regulação da inteligência artificial (IA) é a atual “encruzilhada histórica” e que o Poder Legislativo precisa se voltar para o tema.
Ao mesmo tempo, defende que a corte esteja atenta à questão, ao enfatizar que uma das tarefas do Judiciário é “conter a ideologia do ódio com sanções”, em referência à má utilização da tecnologia.
“Se não houver regulação legislativa, o STF vai julgar. E, na hora que julgar, virão editoriais, discursos políticos, apontando judicialização da política. Mas a sociedade tem direito a uma resposta, qualquer que seja ela”, disse ele, ao lembrar que o Congresso até agora não deliberou sobre a matéria e que há duas ações em trâmite na corte envolvendo temas relacionados.
“Em algum momento, nós temos um encontro marcado com essa ideia de uma internet, de uma inteligência artificial, que seja ética, que seja legal”, acrescentou o ministro.
A fala ocorreu durante a conferência de quase uma hora do ministro na 9ª edição do Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral, que acontece em Curitiba até sábado (15). O evento é organizado pelo Iprade (Instituto Paranaense de Direito Eleitoral), pela Abradep (Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político) e pelo Ibrade (Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral).
No mesmo evento, no dia anterior, o presidente do STF, ministro Luís Roberto Barroso, já havia defendido a urgência na regulação da inteligência artificial. Ambos falavam sobre possíveis ameaças à democracia no contexto global.
Para Dino, a definição de limites para a atuação das plataformas digitais e a conexão entre liberdade de expressão e revolução tecnológica é “o questionamento jurídico mais poderoso do nosso tempo ao lado das mudanças climáticas”.
“Se não houver algum tipo de regulação, os algoritmos serão os novos senhores da nossa escravização”, afirmou ele.
O ministro ponderou que não é contra a tecnologia e que compreende benefícios da inteligência artificial para a medicina ou para o sistema financeiro, por exemplo, mas defendeu um controle. “As empresas de tecnologia querem estar acima de qualquer regulação, sobretudo nos países periféricos”, disse ele.
A newsletter sobre o mundo jurídico exclusiva para assinantes da Folha
Carregando…
Dino também falou durante sua conferência sobre o que entende ser o papel do Judiciário e defendeu a prática de um “ativismo de autocontenção” para o STF.
“A judicialização é muito intensa no Brasil, mas isso não ocorre porque os ministros do STF queiram. Não é uma questão de gosto individual. É por contingência social e política”, afirmou ele.
Sem citar projetos ou leis específicas, o ministro disse que o STF acaba arbitrando “contrastes entre direitos humanos, direitos fundamentais e legislações de pânico ou de medo ou de ódio, que eventualmente sejam hegemônicas no plano político”.
Nesse contexto, Dino prega que o Judiciário deve ser “o protetor das instituições, inclusive de si próprio”, atuando com “ativismo de autocontenção”.
A ideia, segundo ele, é buscar um equilíbrio, através de uma postura de coragem e altivez e, ao mesmo tempo, prudência.
“Devemos deferência à separação dos Poderes. Por isso mesmo temos que conter uma tendência inata do nosso sistema constitucional e do nosso tempo, que nos empurra para o ativismo, que nem sempre é do bem”, afirmou ele.

benefício do assinante
Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.
benefício do assinante
Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Leia tudo sobre o tema e siga:
Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha? Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui). Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia. A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!
Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 200 colunistas e blogueiros. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As principais notícias da semana sobre o cenário jurídico e conteúdos exclusivos
Carregando…
As principais notícias da semana sobre o cenário jurídico e conteúdos exclusivos
Carregando…
Sempre inovando, Shopping Eldorado é referência em lazer e gastronomia
Luta histórica de Anderson Silva inaugura o Spaten Fight Night
Líder em educação a distância, Vitru passa a negociar ações na B3
Especialista explica vantagens da Previdência Privada
Amstel celebra a diversidade, o respeito e o amor na Parada
Especialista explica vantagens da Previdência Privada
Cana-de-açúcar é aliada da transição energética
Prefeitura monta tendas para distribuição de refeições quentes, cobertores e atendimento de vulneráveis
Americanas e Gerando Falcões fecham parceria para empoderar as mulheres
Nova capa histórica mostra show de Senna na chuva em Mônaco e primeiro pódio na F1
Cresce adesão de brasileiros a seguros de vida
Da Faria Lima ao aeroporto de Guarulhos em apenas 8 minutos
Prefeitura de SP entrega a maior unidade da Vila Reencontro, com 520 vagas, na zona sul
25 anos após criação da Lei nº 9.787, genéricos ampliam acesso do brasileiro à saúde
Leis que visam acelerar diagnóstico e tratamento de câncer são descumpridas
Diagnóstico precoce é chave para reduzir mortes por câncer
Enel anuncia investimento de R$ 18 bi em geração e distribuição
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Locais são conhecidos pelas violações dos direitos das mulheres; projeto de lei equipara a pena por aborto acima de 22 semanas ao homicídio simples
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
OUTRO LADO: Deputado disse que se posicionou como parlamentar contra um governo do qual era de oposição
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Após devolver MP, presidente do Senado atropela com projeto de dívida dos estados
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.

O jornal Folha de S.Paulo é publicado pela Empresa Folha da Manhã S.A. CNPJ: 60.579.703/0001-48
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.
Cadastro realizado com sucesso!
Por favor, tente mais tarde!

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Dino defende regulação de IA e prega 'ativismo de autocontenção' ao Judiciário – UOL