• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Como a inteligência artificial pode revolucionar a educação no Brasil – Exame Notícias

Como a inteligência artificial pode revolucionar a educação no Brasil – Exame Notícias

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, o único que você precisa.
ESG


INVEST


GUIAS DE CONTEÚDOGUIAS DE CONTEÚDO


EVENTOS EXAMEEVENTOS EXAME


CANAIS ESPECIAISCANAIS ESPECIAIS


A educação suportada por IA é crucial para o desenvolvimento sustentável (demaerre/Getty Images)
Plataforma de conteúdo
Publicado em 5 de junho de 2024 às 13h00.
Por Hilário Nogueira e Moacir Filho*
Nos últimos anos, a inteligência artificial (IA) tem emergido como uma força transformadora em diversas indústrias, incluindo a educação, reformulando a maneira como vivemos e trabalhamos. 
O Fórum Econômico Mundial prevê que mais de 75% das empresas vão utilizar a IA em seus negócios nos próximos cinco anos, entre elas players de educação. Isso pode trazer grande impacto na área. 
A IA promete personalizar o aprendizado, tornar o ensino mais eficiente e acessível, e redefinir as fronteiras tradicionais da sala de aula no Brasil.
A aplicação de IA na educação abrange uma variedade de tecnologias que melhoram os processos de aprendizagem e gestão educacional. Seu papel vai além da automação de tarefas administrativas, estendendo-se à transformação das práticas pedagógicas. 
Por exemplo, sistemas de tutoria inteligente adaptam o material didático às necessidades de cada aluno, enquanto chatbots educacionais operam 24 horas por dia para responder a perguntas e auxiliar com dúvidas. 
Plataformas de aprendizado adaptativo ajustam o tipo e o nível de dificuldade das tarefas conforme progressão do aluno, e a IA também contribui para a tradução e acessibilidade, oferecendo recursos como tradução automática e geração de legendas em tempo real.
A IA está transformando as práticas pedagógicas ao automatizar tarefas administrativas, liberando os professores para se concentrarem mais no ensino. 
A McKinsey constatou que entre 20% e 40% das horas dos professores são gastas em atividades que poderiam ser automatizadas. Com a expansão da alfabetização digital, o Brasil avança ao discutir leis para garantir educação online para todos, introduzindo o ensino de computação e robótica em todas as escolas.
Entre os desafios está a necessidade de diretrizes éticas para prevenir o mau uso da IA. A UNESCO desenvolve estratégias para garantir um caminho digital seguro, com ênfase na capacitação dos professores para lidar com essas tecnologias. 
Um exemplo é o Programa Edtech Brasil – Inteligência Artificial que atende mais de 70 mil alunos e professores da rede pública, dirigido a alunos do Ensino Fundamental II e Médio, introduzindo conceitos de IA como: visão computacional, redes neurais e aprendizado de máquina
Alunos desenvolvem um sistema de segurança inovador que reconhece rostos e verifica o uso de EPIs, reforçando habilidades como resolução de problemas, pensamento crítico e colaboração.
Esses exemplos internacionais ilustram como investimentos em IA na educação podem fortalecer a competitividade aqui no Brasil, posicionando esses países na vanguarda da inovação tecnológica e fortalecendo suas economias.
Capacitar educadores para usar a IA de maneira eficaz é crucial. Desenvolver uma mentalidade crítica em relação à tecnologia permite que a IA contribua com a prática pedagógica, enriquecendo as experiências de aprendizagem sem substituir o docente. 
É fundamental garantir que a implementação da IA na educação seja realizada de maneira que respeite os valores éticos, promova a equidade e fomente a inclusão.
Ao explorar esta tecnologia, é essencial fazê-lo de forma responsável, assegurando que todos os alunos se beneficiem sem comprometer sua privacidade ou bem-estar. A educação suportada por IA é crucial para o desenvolvimento sustentável e a competitividade nacional no longo prazo.
*Hilário Nogueira é diretor de Tecnologia Educacional, 
*Moacir Filho é fundador da Sùdù, empresa especializada na comercialização de inovações pedagógicas e tecnologias educacionais para o setor público
Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Evento contará com a participação de mais de 60 cidades brasileiras e 10 países
Iniciativas incluem a recuperação de 7,6 mil hectares da floresta até 2045 graças à redução de 20 para 3 anos o tempo de crescimento de árvores nativas na região
Rodadas de encontros serão promovidos nos próximos meses, no Brasil e na Arábia Saudita, para reunir investidores e discutir oportunidades
Como a integração de dispositivos conectados, análise de dados em tempo real e Digital Out Of Home podem transformar os ambientes urbanos e melhorar a vida dos cidadãos 
01

exame no whatsapp
Receba as noticias da Exame no seu WhatsApp
Nos acontecimentos mais relevantes do Brasil e mundo.
E-mail inválido
Desperta

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Como a inteligência artificial pode revolucionar a educação no Brasil – Exame Notícias