• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Comitê Cristo G20 encerra seminários com o tema 'Inteligência artificial e trabalho' – Arquidiocese de São Sebastião … – Arquidiocese do Rio de Janeiro

Comitê Cristo G20 encerra seminários com o tema 'Inteligência artificial e trabalho' – Arquidiocese de São Sebastião … – Arquidiocese do Rio de Janeiro

Durante as três primeiras segundas-feiras do mês de junho, o Comitê Cristo G20 realizou seminários abertos ao público com diferentes temas que serão apresentados aos sherpas (líderes de cada país que encaminham as discussões e acordos até a cúpula final com chefes de Estado e de Governo), baseados nas sugestões do Santuário Arquidiocesano Cristo Redentor nas elaborações dos documentos finais dos Grupos de Engajamento que compõem o organograma do Comitê Cristo G20. 
Depois de abordar temas como “Diálogos sobre Educação Ambiental e Sustentabilidade no contexto do G20”, na PUC-Rio, e “Mulheres impulsionando a economia: desafios e perspectivas brasileiras”, no Museu de Arte do Rio, o seminário trouxe, na Casa G20, em Ipanema, no dia 17 de junho, o tema “Inteligência artificial e trabalho”; que explorou as complexidades e oportunidades que surgem da interseção entre tecnologia e emprego, analisando como as inovações tecnológicas na área da IA (Inteligência Artificial) estão remodelando o cenário de trabalho global.
De acordo com os especialistas na área convidados que compuseram os dois painéis para debaterem o tema do terceiro seminário, ainda há uma certa resistência da população a respeito da IA, uma vez que há um certo medo em relação em como os postos de trabalho poderão ser afetados pela tecnologia. 
“Ainda que alguns postos de trabalho sejam afetados, o caminho é investir mais em educação para que as pessoas que possam ser afetadas consigam investir em outras áreas com mais valor agregado”, pontuou André Miguel, CIO da Zoox. 
Seguindo a mesma linha, João Carabetta, chefe do escritório de dados na Prefeitura do Rio de Janeiro, ressaltou que não devemos olhar para a IA com um olhar pessimista, pois muitos órgãos públicos já fazem uso da tecnologia em prol da própria população, permitindo com que a mesma possa usar o Chatbot para reclamar de buraco, pertubação de sossego, além de saberem com antecedência da previsão de chuva, os locais que têm alagamento e até onde estão os veículos roubados, uma vez que a cidade já dispõe de um circuito de câmeras integrado. 
“O primeiro passo é ter consciência que a gente está no momento de transição, e nós, como trabalhadores, precisamos nos abrir para o novo. Estamos em uma fase em que precisamos aprender algo que a gente não sabe e o desconhecido gera medo. A inteligência artificial está mais ao nosso favor. Porém, qualquer mudança que o ser humano passa, ele passa primeiro por um período de resistência”, ressaltou a conselheira do Item L20 do Comitê Cristo G20, Andrea B. Cruz. 
Os principais conceitos de IA são aplicados em softwares e hardwares e incluem sistemas de reconhecimento facial e de voz, assistentes virtuais, software de análise de imagens, motores de busca, drones, aplicações da Internet das Coisas, carros autônomos e robôs. Diante desse contexto e pensando no futuro, a Prefeitura do Rio de Janeiro implementou o IMPA Tech, um curso de ensino superior nas áreas de Matemática, Ciência da Computação, Ciência de Dados e Física, financiado pelo Governo Federal por meio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), com o objetivo de capacitar os estudantes para entrar de forma efetiva no mercado de tecnologia e inovação. (para mais informações, acesse: https://impatech.impa.br/).
“A IA não vai afetar todo mundo. Alguns trabalhos vão desaparecer, mas muitos outros irão surgir. Pensando nisso, a Prefeitura do Rio também criou a ‘Nave do Conhecimento’ com unidades em diversas partes da cidade, que oferecem vários cursos que visam, dentre muitas propostas, também capacitar a população para o futuro do mercado de trabalho” – disse Thereza Paiva,  professora titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro.  
Para mais informações, acesse: https://capacitacao.navedoconhecimento.rio/ .
A Cúpula do G20 representa a conclusão dos trabalhos conduzidos pelo país que ocupa a presidência rotativa do grupo. É o momento em que chefes de Estado e de Governo aprovam os acordos negociados ao longo do ano, e apontam caminhos para lidar com os desafios globais. No Brasil, a Cúpula de Líderes do G20 está agendada para os dias 18 e 19 de novembro de 2024, no Rio de Janeiro, com a presença das lideranças dos 19 países membros, mais a União Africana e a União Europeia.
 
Isabella Bittencourt e Vinicius Arouca
Fotos: Guilherme Silva
 
Sobre a Arquidiocese
Notícias
Link úteis
© 2022 – Todos os direitos reservados

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Comitê Cristo G20 encerra seminários com o tema 'Inteligência artificial e trabalho' – Arquidiocese de São Sebastião … – Arquidiocese do Rio de Janeiro