• Home
  • Notícias
  • Pages
  • ChatGPT humano? Chatbot pode ter passado no teste de Turing – Olhar Digital

ChatGPT humano? Chatbot pode ter passado no teste de Turing – Olhar Digital

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, San Diego, sugere que o ChatGPT-4 pode ter passado no teste de Turing. Passar no teste de Turing significa que uma máquina ou sistema de inteligência artificial conseguiu convencer um ser humano de que também é humano.
O teste de Turing, proposto por Alan Turing em 1950, avalia a capacidade de uma máquina em exibir inteligência semelhante à humana. No teste, se uma máquina conseguir convencer um interrogador humano de que ela é humana, ela é considerada aprovada.
O estudo foi publicado como um preprint no arXiv e aguarda revisão por pares.
Leia mais:
O estudo envolveu participantes conversando por cinco minutos com um AI, incluindo ChatGPT-4 e ChatGPT-3.5, ou com um humano. Os participantes foram então solicitados a identificar se estavam falando com um humano ou uma máquina.
Os resultados revelaram que os participantes só conseguiram identificar o ChatGPT-4 e o ChatGPT-3.5 como AI em cerca de 50% das vezes, sugerindo o potencial da IA em imitar conversas humanas de maneira convincente.
Para garantir a validade do experimento, os pesquisadores incluíram a ELIZA, um programa de IA primitivo da década de 1960, como referência. As capacidades limitadas e as respostas pré-programadas da ELIZA permitiram que ela enganasse os participantes apenas 22% das vezes, reforçando a significância do desempenho do ChatGPT.
Essa comparação ajudou a demonstrar que os participantes não estavam simplesmente adivinhando, mas realmente sendo enganados pelas interações mais sofisticadas do ChatGPT.
Embora as descobertas do estudo sejam significativas, elas também enfatizam que o teste de Turing, por si só, não é uma medida definitiva da inteligência. Mais pesquisas e testes mais abrangentes são necessários para entender plenamente as capacidades e limitações dos sistemas de AI como o ChatGPT.
Ana Luiza Figueiredo é repórter do Olhar Digital. Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), foi Roteirista na Blues Content, criando conteúdos para TV e internet.

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

ChatGPT humano? Chatbot pode ter passado no teste de Turing – Olhar Digital