• Home
  • Notícias
  • Pages
  • Além da Nvidia: ações em alta na onda da inteligência artificial – Olhar Digital

Além da Nvidia: ações em alta na onda da inteligência artificial – Olhar Digital

O interesse dos investidores em inteligência artificial (IA) não se limita apenas à Nvidia, que chegou a ocupar o posto de empresa mais valiosa do mundo. Várias outras empresas estão se beneficiando do boom da IA, impulsionado tanto por inovações em hardware quanto pela implementação de software em diversos setores.
O mercado tem testemunhado um crescente interesse por empresas envolvidas em diferentes aspectos dessa revolução tecnológica. No entanto, não são apenas os fabricantes de chips como a Nvidia que estão colhendo os frutos desse crescimento exponencial. Empresas ao longo da cadeia de suprimentos de IA, assim como desenvolvedores de software especializado, estão emergindo como beneficiários significativos desse fenômeno.
O jornal americano The Washington Post apontou cinco empresas que estão entre as mais afetadas positivamente pelo boom da IA.
Leia mais:
A Micron Technology, sediada em Idaho, viu seu valor de mercado crescer substancialmente devido à produção de chips de memória essenciais para as tecnologias de IA da Nvidia. No terceiro trimestre de 2024, a receita da Micron aumentou para US$ 6,81 bilhões, em comparação com US$ 3,75 bilhões no mesmo período do ano anterior.
Especializada em sistemas de refrigeração para data centers, a Vertiv Holdings, com sede em Ohio, experimentou um aumento acentuado na demanda, impulsionada pelas crescentes necessidades de infraestrutura de IA.
No primeiro trimestre de 2024, a empresa relatou um crescimento de 60% nos pedidos em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, impulsionado pelo “aumento da velocidade do pipeline e aceleração da demanda impulsionada por IA”, conforme afirmou o CEO Giordano Albertazzi em comunicado.
Originalmente focada em defesa e inteligência, a Palantir Technologies se transformou em uma das principais empresas de análise de dados impulsionada por IA. Sua plataforma oferece soluções personalizadas de IA para empresas, posicionando-a como uma peça fundamental no mercado de integração de IA.
Como líder global na fabricação de semicondutores, a TSMC desempenha um papel crucial na produção de chips habilitados para IA usados em diversas aplicações, desde eletrônicos de consumo até sistemas militares. Sua importância estratégica na cadeia de suprimentos de IA destaca seu substancial potencial de crescimento.
A plataforma de nuvem Azure da Microsoft emergiu como uma das líderes em serviços de IA, fortalecida por parcerias como a OpenAI. Essa colaboração resultou em aplicações inovadoras de IA em todo o ecossistema de produtos da Microsoft, reforçando sua vantagem competitiva no mercado de IA.
Ana Luiza Figueiredo é repórter do Olhar Digital. Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), foi Roteirista na Blues Content, criando conteúdos para TV e internet.

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

Além da Nvidia: ações em alta na onda da inteligência artificial – Olhar Digital