A inteligência artificial é pirata? – UOL

Acesse seus artigos salvos em
Minha Folha, sua área personalizada
Acesse os artigos do assunto seguido na
Minha Folha, sua área personalizada

benefício do assinante
Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.
benefício do assinante
Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Gostaria de receber as principais notícias
do Brasil e do mundo?
Advogado, diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
benefício do assinante
Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.
benefício do assinante
Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Nesta semana, a empresa de inteligência artificial Suno foi processada pela Sony, Warner e Universal, as três maiores gravadoras. A acusação: violação de direitos autorais, ou para os íntimos, pirataria. A empresa teria se utilizado das músicas controladas pelas gravadoras para construir seus serviços.
O Suno cria músicas com “qualidade de rádio” a partir de comandos de texto. Você pode digitar “uma bossa nova puxada no violão” e magicamente a música é feita, cantada em português ou qualquer outro idioma. Já escrevi um artigo aqui na Folha contando como ele funciona.
Essas ações judiciais caíram como uma bomba no mundo da inteligência artificial. Coincidência ou não, o valor de mercado da Nvidia, fabricante dos chips usados para IA, chegou a cair US$ 500 bilhões (!) na mesma semana. Isso pode indicar que existem pedras no caminho da inteligência artificial. E uma delas é o direito autoral.
As gravadoras acusam o Suno de ter usado músicas sem autorização para treinar a IA “em escala quase inimaginável”.
Dizem também que as músicas geradas pela plataforma imitam as originais. Por exemplo, ao pedir por uma música “dançante estilo anos 1970” o Suno gerou uma canção chamada “Prancing Queen”, que lembra o hit do ABBA.

Só para contextualizar, no mês passado o Suno levantou US$ 125 milhões em investimento e tem hoje 12 milhões de usuários pagantes. A pergunta é: a empresa deveria ter pagado antes pelas músicas para treinar sua plataforma?
A resposta a essa questão pode afetar todas as empresas de IA. Treinar uma IA com obras autorais seria algo permitido (“fair use”)? Ou esse treinamento demandaria a autorização prévia de cada autor? A tendência é que diferentes países irão dar respostas distintas a essa pergunta.
Nos EUA, a aposta das empresas de IA é que os tribunais do país irão dizer que o treinamento com obras autorais é “fair use”, e pode ser feito sem autorização. Países como o Japão estão seguindo um caminho semelhante.
Um guia do New York Times em formato de newsletter para você entender como funciona a IA
Carregando…
Já outros trilham um sentido diametralmente oposto. É o caso do Brasil. No projeto de lei sobre inteligência artificial que está no Senado, o Brasil deixa muito claro que treinar uma IA comercial sem autorização prévia dos autores (e sem o devido pagamento) viola o direito autoral, não tendo nada de “fair use”.
Essa disputa poderá ter impacto nas relações comerciais globais, reguladas pela OMC (a Organização Mundial do Comércio). Todos os 164 países membros obrigam-se a proteger os direitos autorais e a seguir a chamada “Convenção de Berna”.
Cedo ou tarde poderá surgir a interpretação de que os sistemas de inteligência artificial treinados sem autorização ou o pagamento prévio dos autores das obras usadas teriam sido construídos por meio de um “subsídio”: o não pagamento do direito autoral.
Isso seria inconsistente com as regras da OMC e poderia levar a retaliações, tanto locais quanto internacionais.
Essa questão fará parte do grande jogo travado entre os países sobre a inteligência artificial? Como cantava Doris Day no filme “O Homem Que Sabia Demais”: “O que será, será”.
Já era — ignorar o assunto direito autoral no campo da inteligência artificial
Já é — o direito autoral se tornando questão central para o tema de inteligência artificial
Já vem — países se dividindo sobre se treinar uma IA com obras autorais é permitido ou não
LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar sete acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.
benefício do assinante
Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.
benefício do assinante
Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Leia tudo sobre o tema e siga:
Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha? Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui). Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia. A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!
Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 200 colunistas e blogueiros. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Carregando…
Carregando…
Na página Colunas e Blogs da Folha você encontra opinião e crônicas de colunistas como Mônica BergamoElio Gaspari, Djamila RibeiroTati BernardiDora KramerRuy Castro, Muniz Sodré, Txai SuruíJosé Simão, Thiago AmparoAntonio PrataJuca Kfouri, e muito mais.
Fórum do Desenvolvimento discute Reforma Tributária e Reformas Econômicas
União entre arte, cultura e educação acelera a transformação social
Principal aeroporto do país investe em obras de modernização e de acesso
Seminário discute caminhos para transição e eficiência energética
São João de Caruaru ganha patrocínio inédito da Americanas
Como o helicóptero mudou (para melhor) a vida de 4 personalidades
Descontos e cashback reforçam benefícios de seguros
Podcast discute o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes; escute
Viajar é bom. Viajar bem muda nossa vida
Sempre inovando, Shopping Eldorado é referência em lazer e gastronomia
Luta histórica de Anderson Silva inaugura o Spaten Fight Night
Líder em educação a distância, Vitru passa a negociar ações na B3
Especialista explica vantagens da Previdência Privada
Especialista explica vantagens da Previdência Privada
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Pesquisa inédita aponta que proporção de mulheres negras vítimas do crime aumentou no Brasil nos últimos anos
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Priscila Camazano recebe a repórter Júlia Moura nesta segunda (1º)
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Moeda americana renova maior valor nominal desde janeiro de 2022 em meio a cenário externo e declarações de Lula sobre BC
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.

O jornal Folha de S.Paulo é publicado pela Empresa Folha da Manhã S.A. CNPJ: 60.579.703/0001-48
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.
Cadastro realizado com sucesso!
Por favor, tente mais tarde!

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

A inteligência artificial é pirata? – UOL