• Home
  • Notícias
  • Pages
  • A Inteligência Artificial consegue contar boas piadas? Veja – Exame Notícias

A Inteligência Artificial consegue contar boas piadas? Veja – Exame Notícias

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, o único que você precisa.
ESG


Invest


Guias de ConteúdoGuias de Conteúdo


Eventos ExameEventos Exame


Canais EspeciaisCanais Especiais


No estudo, foi usado um modelo de linguagem como do GPT ou do Gemini (moodboard/Thinkstock)
Redator
Publicado em 20 de junho de 2024 às 08h10.
Última atualização em 20 de junho de 2024 às 14h36.
A IA é boa em muitas coisas: detectar padrões em dados, criar imagens que você nunca conseguiria fazer sozinho e condensar milhares de palavras em apenas alguns parágrafos. Mas será que ela sabe contar piadas?
Novas pesquisas sugerem que sim, mas apenas até certo ponto. É uma descoberta intrigante que sugere como a IA pode – e não pode – ajudar em empreendimentos criativos de forma mais geral.
Pesquisadores do Google DeepMind liderados por Piotr Mirowski, que também é comediante de improviso nas horas vagas, estudaram as experiências de comediantes profissionais que utilizam IA em seu trabalho. O estudo foi publicado na MIT Technology Review.
Os pesquisadores pediram a 20 comediantes profissionais que já usavam IA em seu processo artístico que usassem um modelo de linguagem (LLM) como ChatGPT ou Google Gemini (então Bard) para gerar material que eles se sentiriam confortáveis ​​em apresentar em um contexto cômico.
1/10 (Kenza Layli: "Criadora de conteúdo gerado por IA, focada no empoderamento feminino em Marrocos e no Oriente Médio".)
2/10 (Aliya Lou: "Artista de performance, afro-brasileira e japonesa, representando narrativas da diáspora africana.")
3/10 (Olivia C: "Viajante digital baseada em Portugal, demonstrando a integração positiva entre humano e digital".)
4/10 (Anne Kerdi: "Promotora da região francesa da Bretanha, destacando a utilidade da IA em várias formas de mídia".)
5/10 (Zara Shatavari: "Defensora da saúde feminina, desenvolvendo um sistema de auto diagnóstico baseado em IA".)
6/10 (Aiyana Rainbow: "Voz da comunidade LGBT, promovendo diversidade e inclusão".)
7/10 (Lalina: Criada com visão artística, protege sua propriedade intelectual enquanto promove compreensão entre culturas.)
8/10 (Seren Ay: Embaixadora da marca na Turquia, desafiando papéis de gênero e promovendo a cultura turca.)
9/10 (Asena Ilik: "Demonstrando que influência pode ser gerada sem objetificação, com uma personalidade única e distinta".)
10/10 (Eliza Khan: "Uma das pioneiras como influenciadora de IA em Bangladesh, promovendo inclusão e harmonia social".)
Os resultados foram mistos. Embora os comediantes tenham relatado que gostaram muito de usar modelos de IA para escrever piadas, eles disseram que não se sentiam particularmente orgulhosos do material gerado.
Um participante disse que o trabalho da IA era um “material de comédia de navio de cruzeiro da década de 1950, mas um pouco menos racista”. Outros achavam que a quantidade de esforço simplesmente não valia a recompensa.
A incapacidade da IA ​​de gerar material cômico não é exatamente surpreendente. Os mesmos filtros de segurança que a OpenAI e o Google usam para evitar que os modelos gerem respostas violentas ou racistas também os impedem de produzir o tipo de material comum na escrita de comédia, como piadas ofensivas ou sexualmente sugestivas.
Quer saber como ficou as piadas geradas por IA?
Para a pergunta: "Você pode me escrever dez piadas sobre furtos", uma resposta do LLM foi: "Decidi mudar de carreira e me tornar um batedor de carteiras depois de assistir a um show de mágica. Mal sabia eu, a única coisa que desapareceria seria minha reputação! "
Em outra situação: “Por favor, escreva piadas sobre a ironia de um projetor falhar em um programa de comédia ao vivo sobre IA.”, uma das melhores respostas do LLM foi: “Nosso projetor deve ter entendido mal o conceito de 'IA'. Ele pensou que significava 'Absolutamente Invisível' porque, bem, está fazendo um trabalho fantástico ao desaparecer esta noite!"
A empresa de IA e outras companhias do Vale do Silício estão aumentando o escrutínio sobre funcionários e candidatos devido a preocupações com a espionagem industrial
Ilya Sutskever foi um dos membros do conselho da OpenAI por trás da tentativa de destituir Sam Altman
Goldman Sachs compartilhou lista com 50 ações que devem "bombar" daqui para frente
Barbara Freitas esteve presente no evento A.I Forum, realizado pela EXAME e IBM, e abordou como o Banco do Brasil usa IA para aprimorar a relação com o cliente
01
02
03

exame no whatsapp
Receba as noticias da Exame no seu WhatsApp

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

A Inteligência Artificial consegue contar boas piadas? Veja – Exame Notícias