• Home
  • Notícias
  • Pages
  • A evolução da inteligência artificial e os riscos em anos eleitorais – IT Forum

A evolução da inteligência artificial e os riscos em anos eleitorais – IT Forum

Materiais educativos e gratuitos
Inscreva-se na nossa Newsletter
Obtenha os mais recentes artigos e atualizações de tecnologia que você precisa saber, você ainda receberá recomendações especiais semanais.

A Inteligência Artificial (IA) tem avançado de forma extraordinária desde o lançamento do ChatGPT, no fim de 2022. Como consequência, temos visto a grande transformação que o potencial da IA tem feito em diversos setores da sociedade e proporcionando inovações que antes eram inimagináveis. Uma das áreas que mais tem se beneficiado desse progresso é a produção de conteúdo e mídia, onde a IA agora possui a capacidade de gerar textos, imagens e vídeos extremamente realistas. Essa tecnologia, conhecida como deepfake, permite a edição ou criação de vídeos onde é possível manipular a aparência e a voz de uma pessoa, tornando difícil distinguir entre o real e o artificial.
Veja o vídeo abaixo. É a minha imagem, a minha voz, os meus trejeitos. Mas não sou eu. O vídeo foi gerado por Inteligência Artificial:
É verdade que a evolução tecnológica oferece inúmeras oportunidades para o aprimoramento, qualidade e otimização do trabalho, para o entretenimento, para a educação e até mesmo para a preservação histórica. Mas é importante discutirmos os riscos associados a esse avanço tecnológico e, principalmente, medidas para eliminá-los ou, ao menos, mitigá-los. Isso é especialmente necessário para evitar o mal uso em anos eleitorais, uma vez que a tecnologia pode ser usada para disseminar desinformação, manipular a opinião pública e comprometer a integridade dos processos democráticos.
Em um processo eleitoral, a disseminação de vídeos falsos pode ter consequências devastadoras. Deepfakes podem ser usados para difamar candidatos, atribuindo-lhes declarações ou ações que nunca ocorreram, influenciando indevidamente os eleitores. Além disso, a simples existência dessa tecnologia pode levar a um aumento do ceticismo em relação às informações verídicas, minando a confiança nas fontes de notícias e nas próprias instituições democráticas.
Leia mais: Como liderar sua equipe rumo ao sucesso na era da transformação digital
Para mitigar esses riscos, é crucial que se invista em tecnologias de detecção de deepfakes e em campanhas de conscientização pública sobre a existência e os perigos dessas manipulações. No Brasil, o Tribunal Superior Eleitoral regulamentou o uso da Inteligência Artificial nas campanhas e, dentre outras medidas, proibiu o uso de Deepfake. Mas as plataformas de mídia social também desempenham um papel vital na implementação de políticas rigorosas para identificar e remover conteúdos falsos de forma eficaz e rápida, assunto também abordado na regulamentação do TSE.
Além disso, como sociedade, devemos fortalecer a habilidade digital dos cidadãos, capacitando-os na identificação de sinais de manipulação e na verificação da veracidade das informações antes de compartilhá-las. A colaboração entre governos, empresas de tecnologia e a sociedade civil é essencial para criar um ambiente seguro e transparente, onde a tecnologia seja usada para o bem comum e não como uma ferramenta de manipulação e engano. Já abordei a importância dessa ação em um artigo publicado na MIT Technology Review Brasil.
Claro que não podemos parar a evolução da IA ou mesmo a inovação tecnológica. Contudo, é fundamental abordar os riscos associados a essa tecnologia com seriedade e transparência, especialmente seu impacto nos cidadãos, para garantir que a democracia e a integridade dos processos eleitorais sejam preservadas.
Siga o IT Forum no LinkedIn e fique por dentro de todas as notícias!

Os melhores conteúdos do IT Forum na sua caixa de entrada.

source

Compartilhe:

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Sobre o autor

Picture of Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria - Redação Kriahtiva

Marcelo Faria, aos 27 anos, é a mente criativa por trás da produção de textos da Kriahtiva. Com uma paixão inigualável pelo universo online, seus textos são faróis de inspiração, navegando pelos mares do marketing digital com inovação e expertise. Em cada artigo, ele transforma conceitos complexos em leituras envolventes, guiando os leitores por uma jornada única de descobertas no vasto mundo do marketing.

Veja também

mais acessados

On Key

Related Posts

A evolução da inteligência artificial e os riscos em anos eleitorais – IT Forum